Dúvidas mais frequentes

  1. O que é um medicamento manipulado?

    O medicamento manipulado é aquele que atende a uma prescrição médica personalizada e é elaborado individualmente na composição e dosagem certa para cada paciente.

  2. Por que os produtos manipulados possuem uma validade muito menor que os produtos comprados em drogarias comuns ?

    Nossa filosofia é a de usar a menor quantidade possível de conservantes de forma que os medicamentos não sejam guardados por longos períodos em armários e sim utilizados dentro do período orientado pelo médico, ou seja, “uso extemporâneo”.

  3. Por que alguns produtos devem ser conservados em geladeira ?

    Algumas substâncias necessitam de refrigeração para que mantenham suas propriedades farmacológicas, mantendo a estabilidade no produto final.

  4. Meu pote de cápsulas veio com uma observação de que a dose de ingestão foi alterada, qual o motivo?

    Algumas formulações de cápsulas o volume final é muito mais alto que a capacidade de uma única cápsula, devendo ser divididas em duas ou mais cápsulas. Esta informação estará sempre descrita no rótulo e no pote das cápsulas.

  5. Como devo proceder com remédios controlados?

    A receita deverá ser entregue na Farmácia para retenção da via original de controle especial , conforme legislação vigente.

  6. Não gostei do cheiro de um cosmético, posso modificá-lo?

    Algumas substâncias tem odores característicos e, em geral, podemos mascarar estes odores desagradáveis. Se você não é alérgico a essências, podemos adicioná-las nas formulações dermatológicas.

  7. Posso repetir uma fórmula baseado na minha receita antiga?

    A auto-medicação pode ser perigosa para a sua saúde. Procure sempre um médico antes de tomar qualquer medicamento.

  8. O que é Fitoterapia?

    São medicamentos preparados a partir de plantas ou parte de plantas que possuem propriedades de cura ou prevenção de doenças. O uso de fitoterápicos se confundem com a história da farmácia, sendo que até o final do século passado, os medicamentos eram basicamente formulados com plantas medicinais.

  9. Existe comprovação científica da eficiência dos fitoterápicos?

    Principalmente a partir do anos 80, a comunidade científica se empenhou em estudar as plantas medicinais que até então eram consagradas apenas popularmente, algumas já foram analisadas e o resultado deste estudo foi surpreendente que atualmente até mesmo as grandes indústrias farmacêuticas estão lançando medicamentos feitos a partir das plantas.

  10. Os medicamentos fitoterápicos não fazem mal?

    Normalmente os fitoterápicos são seguros se ingeridos na dose correta, porém é preciso levar em conta a hipersensibilidade individual. Alguns fitoterápicos podem auxiliar nas patologias mais diversas. Contudo, é fundamental que os pacientes que fazem tratamento utilizando esse tipo de remédio estejam atentos à sua condição de saúde e tenham acompanhamento médico para que não sejam prejudicados com as restrições de uso dos medicamentos.

  11. Qual a diferença entre Alopatia e Homeopatia?

    A Alopatia consiste em utilizar medicamentos que vão produzir no organismo do doente reação oposta aos sintomas a fim de neutralizá-los.
    A Homeopatia é a especialidade médica e farmacêutica que utiliza doses mínimas do medicamento, tendo como objetivo evitar a intoxicação e estimular a reação do organismo à doença. Baseia-se no princípio da similitude, de que toda substância capaz de provocar determinados sintomas em um indivíduo sadio é capaz de curar um doente que apresente sintomas semelhantes.

  12. Posso trocar glóbulos por líquidos em fórmulas homeopáticas?

    As formas farmacêuticas são veículos e podem variar de acordo com a prescrição médica.
    Os líquidos são recomendados para os diabéticos ou para pacientes sensíveis à lactose. Para os que têm restrição ao álcool, recomenda-se o uso de glóbulos.

  13. Por que a cor, a consistência e o cheiro dos produtos manipulados variam de uma farmácia para outra?

    Cada farmácia usa o seu próprio método para manipular estes produtos, tendo a prerrogativa de definir perfume, cor, consistência, entre outros itens, sem que isso interfira na qualidade final do produto.

  14. Ao solicitar a manipulação de um creme hidratante, xampu, loção ou xarope, percebo que às vezes a embalagem não vem completa. A farmácia pode ter manipulado menos que a quantidade que foi prescrita pelo médico?

    Não, a quantidade prescrita pelo seu médico está de acordo com a necessidade é que, muitas vezes, o volume prescrito é menor do que a capacidade da embalagem utilizada.

  15. A farmácia de manipulação faz medicamento genérico?

    Não. Os medicamentos genéricos são fabricados por indústrias farmacêuticas e registrados no Ministério da Saúde, de acordo com a Lei 9787/1999. No entanto, a farmácia de manipulação pode preparar seu medicamento, desde que prescrito pelo médico para ser manipulado.