Sobre Nós

A FARMÁCIA DROGAVISTA está sob responsabilidade dos irmãos Adalberto , Viviane e Vagner Braile, que se inspiraram no seu Pai, o saudoso João Adalberto Braile, farmacêutico com experiência de mais de 40 anos na atividade, auxiliados por uma Equipe de Profissionais capacitados, atuando no fornecimento de medicamentos e fórmulas magistrais. Abraçamos conscientemente o desafio de conduzir a FARMÁCIA DROGAVISTA em busca de novas técnicas e da especialização necessária para a execução de fórmulas que necessitam de primazia de qualidade a custos reduzidos.

Princípios

  • Cultivar a honestidade, colocando-a como característica fundamental da Farmácia;
  • Valorizar e respeitar o procedimento ético que envolve o atendimento à todas as receitas médicas;
  • Investir em profissionais de apoio a fim de melhorar a qualidade de nossos produtos e serviços;
  • Treinar e reciclar os funcionários para que estejam empenhados em garantir as BPMF (Boas Práticas de Manipulação em Farmácia);
  • Buscar a contínua melhoria, valorizando cada um como ser humano imprescindível para garantir o Sistema de Qualidade;
  • Motivar cada integrante de nossa equipe, despertando-lhe sobre a responsabilidade não somente individual como o de participante de uma Equipe, satisfazendo as necessidades de nossos clientes.

Objetivo

Prestar serviço que satisfaça cada Cliente a alcançar sua Saúde & Beleza. Estender a palavra qualidade a todas as nossas ações, oferecendo excelência em atendimento, produção e com produtos de qualidade.

Origem do nome Farmácia Drogavista

Drogavista foi o nome escolhido para homenagear o bairro em que se situa a Farmácia. Abaixo uma interessante explicação sobre o nosso bairro.

Alto da Boa Vista – Bairro de São Paulo

O Alto da Boa Vista é um bairro situado no distrito de Santo Amaro, na zona Centro-Sul da capital paulista. O nome corresponde a uma antiga parada de bondes, que funcionou até 1968, ano da última viagem desse tipo de transporte na capital de São Paulo. É um bairro, como o próprio nome indica, de grande altitude, um dos mais altos da capital. Tanto que o antigo Departamento de Águas e Esgotos (DEA), atual Sabesp, construiu um enorme reservatório no bairro.

O Bairro era coberto por Mata Atlântica, intercalada com algumas poucas araucárias. Nos vales corriam pequenos riachos de águas (então) límpidas, povoados por pequenos peixes. A fauna, principalmente avícola, era exuberante. entre os mamíferos, sempre de pequeno porte, encontrados até a década de 60, apareciam as preás (Cavia aperea) e gambás (Didelphis spp). Ainda hoje podem ser avistados Sabiás, Bem-te-vis e muitas outras espécies. Atualmente parece estar havendo ocupação de algumas áreas por Micos, provavelmente Callithrix jacchus a espécie mais comum no Brasil.

O Alto da Boa Vista foi colonizado por alemães e ingleses. Até a década de 50 era muito comum se ouvir crianças falando em alemão nas ruas de terra do Alto da Boa Vista.

A ligação com São Paulo e Santo Amaro era feita pela estrada, alargada e asfaltada em 1959 e pela linha de bondes que ligava a Praça da Sé a Santo Amaro. Além da estação “Alto da Boa Vista”, existiam as estações “Floriano” do lado de São Paulo,”Frei Gaspar” e “Deodoro” do lado de Santo Amaro.

O Alto da Boa Vista está situado nas extensões das Ruas Dr Antônio Bento com Rua Conde de Itu até a Rua Américo Brasiliense e terá em breve as estações de Metrô Alto da Boa Vista e Adolfo Pinheiro, previstas para serem entregues até 2017.

3